Campo do Muro

Cachoeira da Gomeira / Morro do Mastro

Passa Quatro, Minas Gerais.


:Saímos de São João del Rei bem cedo, pois a ideia é aproveitar cada segundo nas terras da Mantiqueira.

Destino; Passa Quatro.


Domingo:

As 5 da manhã e já estamos na estrada.

Distância até Passa Quatro; 224 km


Já fomos com reserva feita no Hostel Carioca, da dona Lourdes e do Paulo.

Se soubesse que seria tratada lá feito membro da família, teria ido a mais tempo!!!


Lugar aconchegante, fomos recebidos com café fresquinho!

Assim já dá vontade de ficar e prosear até tarde.

Mas...temos uma cachoeira pra descobrir. Somos três. Eu, uma amiga e amigo.

A cachoeira da Gomeira é nosso alvo.



Cachoeira da Gomeira:

No meio da mata, fazendo uma trilha de 1 km já escuto os seus sons.

A primeira queda cai num poço pequeno e pedregoso.

Bonito. Dá pra molhar mas é um poço pequeno.

Subindo um pouco mais pela trilha, chego a queda de cima. Esta maior, bem imponente.

Se você for se molhar debaixo de sua queda, cuidado pois as pedras são escorregadias.

O lugar encanta por conta de sua localização mais isolada, apesar de que nos finais de semana, já tive a notícia de que o movimento é grande.


Voltando a pousada, mais cafezinho fresco!!

Lourdes e Paulo São realmente um casal especial.

A noite ficou por conta de uma bela pizza e boa conversa até nos darmos conta que tínhamos que nos recolher, afinal amanhã, tem Campo do Muro!


Domingo:

6 da manhã todo mundo de pé.

[20:07, 09/10/2020] Ana P: Café com bolo caseiro, ovos, suco de laranja, pão fresco com manteiga e assim estamos prontos pra mais uma trilha!

Campo do Muro fica na Serra da Mantiqueira, a 2.100 MTS de altitude, e é pra lá que estamos indo!

Sobe-se numa estrada de terra 8 km. Em dias de chuva, se não for em 4x4, a aventura será abortada! A estrada está boa porém com alguns trechos de aclive mais puxados.

Por ser área particular, há uma taxa de 20,00 a ser paga por pessoa, para manutenção do lugar e da trilha.


A visita começa na Casa de Pedra, um cantinho encantador que abriga até 9 pessoas, bem rústica, e com uma vista de "não querer embora mais".

Ansiosos pela trilha, nos pusemos na mesma logo em seguida.

Mata fechada, pinheiros altos, muitas espécies primárias habitam essa "floresta".

Neste primeiro momento, o trecho é plano.

Mas não demora muito e as subidas vão surgindo e tomando conta de todo o trajeto. Portanto vá preparado, porque apesar do trajeto não ser longo (3 km até o cume) é puxado, vários trechos de subida íngreme.

Quanto mais subimos, mais a vegetação se abre e se torna mais baixa, e assim nos descortina uma paisagem simplesmente maravilhosa!!

Montanhas sem fim confundem a vista, aqui me dou conta como nosso planeta ainda tem verde!


Chego no topo do Campo do Muro umas 2 horas depois e me encanta ver não muito longe a Serra Fina, imponente como só ela. E se olho pro lado oposto lá estão, Marins, Mairinzinho e Itaguaré, três irmãos, um ao lado do outro como que exibindo propositalmente toda a sua beleza.

Mais uma trilhada curta e chego no vizinho "Mastro da Bandeira", que tem mesmo um mastro...sem bandeira...


Fica aqui registrado mais um relato por esse Brasil lindo, de montanhas majestosas que a cada subida, nos convida para o próximo cume.


4 visualizações
instasgran.png
download (2).png
whats.jpg
Todos direitos reservados @delreyadventure
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now